domingo, 2 de janeiro de 2011

É pato..


Lá vem o pato
Pata aqui, pata acolá
La vem o pato
Para ver o que é que há

O pato pateta
Pintou o caneco
Surrou a galinha
Bateu no marreco
Pulou do poleiro
No pé do cavalo
Levou um coice
Criou um galo

Comeu um pedaço
De jenipapo
Ficou engasgado
Com dor no papo
Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela

Vinícius de Moraes

Pato de verdade..

Olha, lá! É pato de verdade..


Bem pertinho assim,

bem bonito sim.


Com cara de pato

e pena de pato

não fazem quá, quá, quá..

fazem qué, qué, qué,

bem baixinho,

para não acordar

o bezerro vizinho.


O pato da realidade

nem parece com o do

desenho animado.


O pato de verdade

é alegre, altivo

e muito emplumado.


Tem o de pena branquinha,

branquinha.


E também o malhadinho.


Todos com pé de pato

cor de laranjinha,

passam o dia

ao relento

pateando, pateando

um bocado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário