sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Maricota, a lagartixa

*devemos respeitar todos os animais, mesmo as repugnantes lagartixas. O poema a seguir é uma brincadeira, uma metáfora antiga que agora faz algum sentido, feito para divertir!


Vai catar lata,
Maricota, lagarta
cheia de lorota

ah, Maricota,
sai do meu pé,
vai ver se eu
tô na esquina ou
debaixo da quina

ah, Maricota,
lagarta obcecada
criatura vil
e mal amada
sai do meu pé.

Ah, Maricotinha,
vai se fingir de
boazinha em outra
freguesia,

arruma outra folia,
suma daqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário