quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Borboletário



Batem as asas
do tempo, feito
borboletinhas

tudo tão rápido
passa

fica a beleza que
se inscreve no voo

e que se busca nos
jardins da vida.


.................




há jardins que nos
esperam, sempre,
lá fora cá dentro

feitinhos do bater
de asas: nossos
pensamentos.


.................



lagarta caminha
pela folha e come
come come
até fazer casulo

onde germinam
rotas de voos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário