quinta-feira, 15 de março de 2012

Das pulgasII

as pulgas montaram
arquibancadas
para o julgamento
das flores.

Condenadas? Absolvidas?

Querem decidir
as pulgas, de seus
minúsculos abismos.

Porque não cuidam
da própria vida?

Talvez lhes falte uma,

conjecturam as flores,
compassivas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário